(Evento) A política pública de pessoal: estudos de caso

O SUBSÍDIO NAS CARREIRAS DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DE MINAS GERAIS.

Quarta-feira, 15 de dezembro de 2010.

Horário: 14 horas.

Auditório do Campus UNA Aimorés: Rua Aimorés, 1451, bairro Lourdes, Belo Horizonte – MG.

Palestrante: Prof. Leonardo Carneiro Assumpção Vieira

Advogado. Professor Universitário. Mestre em Direito Administrativo pela UFMG. Vice-Presidente da Comissão de Precatórios da OAB-MG. Coordenador da Pós Graduação em Regime Jurídico do Servidor do Centro Universitário UNA.

O prédio está na rua Aimorés, no quarteirão entre a avenida João Pinheiro (próximo ao Detran e o Arquivo Público) e a rua da Bahia (próximo ao Colégio Imaculada e a Basílica de Lourdes).

Se você participou do evento, clique em “deixar um comentário” e envie sua dúvida, sugestão, reclamação ou elogio.

4 respostas para (Evento) A política pública de pessoal: estudos de caso

  1. Maria da Conceição Carvalho disse:

    Dr. Leonardo,

    parabéns pela palestra. Obrigado por nos informar sobre um tema tão importante e que tem sido sistematicamente omitido pela imprensa mineira e até mesmo pelo nosso sindicato.

    Por favor envie mais informações assim que estiverem disponíveis.

    Adorei o este blog https://direitodoservidor.wordpress.com

    Feliz 2011 para o Sr. e sua família.

  2. Leonora disse:

    Como era previsto, a presidenta Dilma e o MEC, anunciaram o piso salarial para professores. Na escola onde trabalho, protocolamos o pedido para voltar ao regime de pagamento anterior, ou seja, por remuneração. A dúvida é quanto ao reajuste de salário concedido em 2010 e o piso anunciado em 24 de fevereiro de 2011.

  3. Perpétuo disse:

    Dr. Leonardo
    Minha aposentadoria foi publicada em fevereiro deste ano e estou indecisa se o melhor para mim, que não tenho mais benefícios a receber, é o subsídio ou a remuneração. No subsídio tive um pequeno aumento salarial e se voltar para o remuneratório, o aumento continuará?

    • Prezada Perpéuto,
      não conheço sua situação específica (cargo, nível, grau, se ficou com V. Pessoal Incorporav. ou não).
      De todo modo, tendo em vista a decisão do STF hoje, passei a recomendar o seguinte:
      – Diretores, não façam opção alguma (assim ficarão no sistema de remuneração);
      – Professoras, Especialistas, Analistas, etc, façam a opção de retorno pois o STF decidiu que o piso deve valer no vencimento básico.
      Um abraço,
      Leonardo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: